quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

NLOTH

A sigla, para os não entendidos fãs, vai ficar escondida até dia 2 de Março, quando é suposto ser do domínio público a sua divulgação integral.
Para mim, que tive o prazer de ouvir muitas vezes, ouvir em repeat, claro, todo o dia de ontem e de hoje (a propósito obrigado amigo, já tinha ouvido uma cópia ranhosa que alguém gravou com um telefone), assimilar o mais estranho e digerir algumas letras, tenho a dizer:
É monumental!!!
Desde que ouvi o Funeral dos Arcade Fire que não me lembro de ouvir algo assim, apoteótico e estranho à primeira audição. Como se diz por aí, primeiro estranha-se, depois entranha-se. Já passámos ambas, estamos na fase de desejar o concerto.
Amigos, gostos não se discutem, lamentam-se.
Se não gostarem, lamento muito mas é uma obra prima.

Um abraço felino,
Zorbas, o gato que gostaria de ir até à Irlanda vê-los ao vivo.

Mais uma vez, quero ver como é que descalçam a bota.

Mais uma vez os críticos de cinema portugueses deixam-me sem palavras!
O filme do momento, que foi ridiculamente traduzido para português como Quem quer ser bilionário, foi aprovado por unanimidade pelo mundo do cinema norte americano, em Inglaterra, e em alguns festivais de cinema da Europa, enfim, por esse mundo fora, como sendo uma obra a considerar. Não é unânime, é certo, mas dá que pensar e deixa-nos estarrecidos pela excelente fotografia que apresenta.
Já os críticos de cinema portugueses não acham nada disto, e para serem diferentes do resto do mundo, acham que é um filme a evitar e desaconselham quem se atreva a pensar vê-lo. Pergunto-me como é possível considerar este um péssimo filme, pior do que algumas coisas mesmo reles que tenho visto por aí?
É melhor ver este filme que as sequelas todas dos rockys balboas que estamos obrigados a ver por revivalismos dos anos 80, contudo, esse não é o espírito da nossa crítica. Também é melhor ver este filme do que a seca monumental que são alguns filmes portugueses, mas não é esse o espírito que os move. Então pergunto-me, o que raio pensam eles quando fazem crítica de cinema?
Muitas vezes pergunto-me se eles efectivamente vão ao cinema ou se não será inspiração do momento para responder aos testes de cruzinhas (só que neste caso é de estrelinhas)...
Acho que os nossos críticos têm um problema de afirmação e precisam de deixar estas faíscas no ar para que passemos a dar-lhes alguma importância (reparem que disse importância e não crédito).
Um abraço felino,
Zorbas

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

A inspiração de Obama

Para aqueles que acham que o slogan de campanha do Barak Obama é muito original, vejam onde se inspirou a sua equipa de campanha!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Embarcar na loucura.
Foi assim que descobri o que andamos a fazer ou a não fazer nos últimos dois anos. Encontrei uma daquelas professoras para o resto da vida, que me perguntou o que andava a fazer e como estava e respondi: "tenho que pensar um bocadinho. Mas, como calcula, embarquei na loucura e ainda não cheguei ao porto, continuo a vê-lo de longe sem conseguir chegar. Um dia, quando a multidão sair do cais pode ser que vague um espaço para mim, para já parece-me que ainda há gente a mais."
Enfim, "com a cabeça entre as orelhas", foi o que ela entendeu disto.
Um abraço felino,
L.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Malta do Sul não se preocupem!

Hoje ouvi uma notícia espantosa sobre a protecção que é feita pela autoridade que gere a área de paisagem do Sudoeste Alentejano. Amigos caminhantes, ainda que pareça absurdo, se quiserem passear, fotografar ou filmar com fins profissionais nesta área de paisagem, têm que pedir autorização algures no Ministério do Ambiente.
Apenas destaco estas actividades da extensa lista de coisas que não se podem fazer sem a devida autorização.
Não que eu ache que se pode fazer tudo em todo o lado, acho muito bem que se proíba o excesso de humanidade em paisagens que antes de haver homo sapiens já existiam como tal. A avaliar pelo avançar da Humanidade, podemos pensar nas paisagens que desaparecerão em pouco tempo.
Mas não se preocupem malta do sul, porque se para caminhar não estão autorizados, já se quiserem construir um empreendimento que ficará às moscas com o tempo, com nome estrangeiro e com lojas de marcas internacionais que não vendem, em cima de uma zona de reserva com espécies protegidas pelas várias convenções ambientais nacionais e internacionais, seguramente podem ir avançando que o Ministério do Ambiente dar-vos-à a devida autorização e seguramente em pouco tempo.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

O QUE É SEXO, AFINAL???

Segundo os médicos
é uma doença, porque acaba sempre na cama.

Para os advogados
é uma injustiça, porque há sempre um que fica por baixo.

Segundo os alentejanos
é uma máquina perfeita, porque é a única em que se trabalha deitado.

Segundo os arquitectos
é um erro de projecto, porque a área de lazer fica muito próxima da área de saneamento.

Segundo os políticos
é um acto de democracia perfeito, porque todos gozam independentemente da posição.

Segundo os economistas
é um efeito perverso, porque entra mais do que sai. Às vezes, nem se sabe bem o que é activo, passivo, ou se há valor acrescentado.

Segundo os contabilistas
é um exercício perfeito: entra o bruto, faz-se o balanço, tira-se o bruto e fica o líquido. Em alguns casos, pode ainda gerar dividendos.

Segundo os matemáticos
é uma equação perfeita. A mulher coloca a unidade entre parênteses, eleva o membro à potência máxima e extrai-lhe o produto, reduzindo-o à sua mínima expressão.

Segundo os psicólogos,
é fodido de explicar.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Hoje é o dia!

Parabéns aos dois ;-)

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Ah e tal está de chuva...



Era bom era que de vez em quando a chuva fosse assim!
Um abraço felino
Zorbas