sexta-feira, 29 de dezembro de 2006

O descanso merecido de Zorbas...


E Neruda disse...

Ode ao dia feliz

Desta vez deixai-me
ser feliz,
não aconteceu nada a ninguém,
não estou em nenhum sítio,
acontece somente
que sou feliz,
de coração pleno, quer
andando, dormindo ou escrevendo,
Que hei-de eu fazer, sou
feliz,
sou mais vasto
do que a erva
nas planícies,
sinto a pele como uma árvore rugosa,
a água em baixo,
os pássaros em cima,
o mar como um anel,
à roda da cintura,
a terra feita de pão e de pedra
e o ar cantando como uma guitarra.
Ao meu lado na areia
tu és areia,
cantas e és canto,
o mundo
é hoje minha alma,
canto e areia,
o mundo
é hoje a tua boca,
deixa-me
ser feliz
na tua boca e na areia,
ser feliz porque se eu respiro
é a ti que o devo,
ser feliz porque acaricio
os teus joelhos
e é como se acariciasse
a pele azul do céu
e a sua frescura.
Hoje deixai-me
ser feliz
sozinho,
com todos e ninguém,
ser feliz
com a erva
e a areia,
ser feliz
com o ar e a terra,
ser feliz,
contigo, com a tua boca,
ser feliz.


Pablo Neruda

quinta-feira, 28 de dezembro de 2006

Os meus votos para 2007:

Um ano com esta aparência, é um voto para os amigos...

quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Há que dizer com frontalidade...

Amigos:
Esta é a altura das hipocrisias, dos sorrisos cínicos, das lembranças para todos, dos votos de festas felizes...
Quero dizer-vos, com muita frontalidade:
Eu dou prendas a quem posso, sorrio para os amigos e tento estar lá quando é preciso e não agora que é quando está toda a gente, desejo festas felizes aos velhotes que adoro (e que levam essas coisas muito a peito), e passo estes dias a comer por horas e horas e quando não se come estou refastelada no sofá, com os filmes que já vi 3482 vezes (ou 3982?).
Mas como o Natal não é para todos, é mesmo para quem pode, eu espero que todos vocês possam...
Beijos felinos nesta quadra "comelícia"...
Z.

terça-feira, 19 de dezembro de 2006

Mais um contributo do Guille para este blog...

OUTROS TEMPOS, OUTRAS FRONTALIDADES...
Cópia da carta existente na Biblioteca Nacional de Lisboa dirigida porPina Manique, Corregedor de Santarém (e futuro Intendente de Polícia doMarquês de Pombal) ao Duque de Cadaval, Corregedor-Mor da Justiça doReino.

"Exmo. Sr. Duque de Cadaval:
Se meu nascimento, embora humilde, mas tão digno e honrado como o da maisalta nobreza, me coloca em circunstância de V. Excia. me tratar por TU, -Caguei para mim que nada valho.
Se o alto cargo que exerço, de Corregedor da Justiça do Reino em Santarém,permite a V. Excia., Corregedor Mor da Justiça do Reino, tratar-meacintosamente por TU,- Caguei para o cargo.
Mas, se nem uma nem outra coisa consentem semelhante linguagem, peço aV.Excia. que me informe com brevidade sobre estas particularidades, poisquero saber ao certo se devo ou não Cagar para V. Excia.
Santarém, 22 de Outubro de 1795
PINA MANIQUE
Corregedor de Santarém

segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

Um grande Até já...

Hoje, Rita (o Ruzante e a Alice das estórias de ontem), vais partir para uma vida nova um bocadinho longe daqui. Como partilhámos momentos de loucura absolutamente indescritíveis e inarráveis, começámos a conversar numa feira, partilhámos ensaios de loucura, vivemos a olhar para céus estrelados por muitas noites, cantámos mal no bar dos amigos até perder a voz, acordámos o dia ao lado do marco de Santa Eufémia, rimos por muitas horas na areia da Adraga, sorrimos juntas em alguns espectáculos de teatro, ficámos na praia dos coelhos até ao pôr do sol tardio do verão lisboeta por muitos sábados e domingos estivais, passeámos em circuitos alternativos de neve algures nos Picos da Europa, tomamos umas belas banhocas no mar azul do Pico, enfim, construímos um espaço que é muito louco e nosso (a quatro, e às vezes só a três), onde impera o riso e o non-sense, quero desejar-te um grande:
Até já...

PS: longa vida para os (pequenos) almoços de Domingo às horas que nos dá na gana...
PS 2: e se deixasses o tabaquinho (Hi Hi Hi, agora já posso dizer-te, não estás aqui para te chateares...)
PS 3: desculpa lá este espírito lamechas, mas, é o que se pode arranjar...

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

O meu sorriso matinal vai para...


É sempre uma pena ver a Pena tão longe...
Abraços felinos para todos
Z.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Às Ritas...

Parece que estou em falta com as minhas amigas Ritas, ambas aniversariantes em 9-12-2006, ambas dotadas de uma incrível capacidade de me ouvir.
Para vós, que tanto representam na minha pequenina esfera de amigos,
UM GRANDE E GORDO ABRAÇO FELINO!
Beijos,
L.

Para votarem nas 7 maravilhas portuguesas...

Sigam as instruções e votem em:

http://www.7maravilhas.pt/index.html

Beijos felinos,
Zorbas

terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Novas sete maravilhas do mundo

Claro que nenhuma é portuguesa, parece que não construímos nada digno de registo...
Bom, cá vai o site para se inscreverem e votarem naquelas que considerarem as novas sete maravilhas do mundo:

http://www.new7wonders.com/

Sim, porque este blog também é um serviço público...
Beijos felinos
Zorbas

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006