quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Ao Gui


Olá pequeno!


Ficam aqui as efemérides do teu dia de aniversário:


29 de Outubro:
1340 - Dá-se a Batalha do Salado, pela defesa da Península Ibérica da invasão dos mouros.
1810 - É fundada a Real Biblioteca, hoje designada como Biblioteca Nacional do Brasil.
1929 - É considerado popularmente o início da Grande Depressão.




2008 - Mais importante que isto tudo, chegaste tu num lindo dia de outono!

Benvindo a este mundo,


UM ABRAÇO FELINO,
Zorbas

domingo, 26 de outubro de 2008

So what!

Então parece que uma tipa louca, que cortou a sua própria filha às postas e escondeu o corpo (porque a filha a tinha visto em actividade sexual com o próprio irmão), levou umas valentes bofetadas da polícia judiciária. E nós com isso...
Por mim podia ser cortada às postas também, a importância que lhe daria era a mesma que a que dou à programação dos canais de televendas na televisão. Porque raio de razão dão voz e espaço de notícias a estas pessoas?
Já agora, porque raio de razão vivia aquela criança com esta tipa louca?
Os polícias, de facto, não lhe deviam ter batido, porque depois dão margem de manobra para os politicamente correctos dizerem que esta mulher tem direitos, que roubou à sua filha quando lhe tirou a vida, mas enfim. Com tanta gente que merece uma vida melhor, esta mulherzinha não merece viver.
Um abraço felino,
Zorbas

sábado, 18 de outubro de 2008

Parabéns João

e PRINCESA DIZ:
M BHÇ Ç JJSO

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Estamos a fazer serviço público, novidades cinematográficas...

Já que sugeri aqui festivais de cinema por esse mundo fora para gente muito endinheirada, fica aqui uma ideia de um festival que me é particularmente querido, com documentários de todo o tipo. Sigam a programação e este ano vão por mim, porque eu estarei ocupada com fraldas e sopinhas...

www.doclisboa.org

Um abraço felino,
Zorbas

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Em tendo dinheiro, cá está uma boa ideia...

Um dos mais pujantes festivais de cinema fora dos circuitos comerciais...

http://www.nouveaucinema.ca/2008/

Um abraço felino,
Zorbas

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Aos que não acreditam na Europa...

Parece que uns loucos do outro lado do oceano resolveram tombar. Como o mundo moderno tem dificuldades em lidar com o falhanço, estamos todos em clima de pânico absoluto para tentar perceber o que mais vai tombar também.
Contudo, eu (que sou a favor da Europa e acho que devemos ter uma constituição europeia, parlamento representativo, polícia europeia, bandeira e hino e o resto que vier a fazer sentido), acho que finalmente percebi como é bom ter as costas quentinhas com uma moeda europeia e com o dinheiro de todos contribuintes europeus. Se não acreditam olhem para a Islândia...
Um abraço felino
Zorbas

PS: aqui vai uma boa ideia para o inverno...
http://festival.sundance.org/2009/

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Estamos a fazer serviço privado...

Será que o Dr. Freud nos poderia explicar porque se deitam as pessoas no divã quando vão ao psiquiatra?

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Parece que Deus vem a Lisboa

Este país é mesmo importante! Afinal Deus vem a Lisboa! Para aqueles que desejam pedir-lhe uma coisa especial de corrida, passem pela Aula Magna, pode ser que vos atenda. Eu acho que esta coisa de vir a uma cidade como Lisboa e escolher a Aula Magna em vez de um espaço maior irrita-me. Vou esperar que passe por Alvalade...
Abraços felinos
Zorbas

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Ora bem, parte II de uma coisa que não escrevi aqui, mas pensei.

Ora bem, cá estamos.
E estaremos muito mais tempo para todos os Ora Bem que por aí andam...
Amanhã não sei se terei um ora bem, mas antes um Ok, estou viva e sobrevivo.
Parece que a vida é mesmo assim, feita de Ora bem e Ok, eu sobrevivo.
Zorbas

PS: mensagem altamente codificada para alguém nonsense que não me conhece de lado nenhum e que pensa que se calhar sou um bocado doida (e não é que sou mesmo!)

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

À Espera do Fim

Vou andando por aí
Sobrevivendo à bebedeira e ao comprimido
Vou dizendo sim à engrenagem
E ando muito deprimido
E é difícil encontrar quem o não esteja
Quando o sistema nos consome e aleija
Trincamos sempre o caroço
Mas já não saboreamos a cereja

Já houve tempos em que eu
Tinha tudo não tendo quase nada
Quando dormia ao relento
Ouvindo o vento beijar a geada
Fazia o meu manjar com pão e uva
Fazia o meu caminho ao sol ou à chuva
Ao encontro da mão miúda
Que me assentava como uma luva

Se ainda me queres vender
Se ainda me queres negociar
Isso já pouco me interessa
Perdemos o gosto de viver
Eu a obedecer e tu a mandar
Os dois na mesma triste peça
Os dois à espera do fim

Tu tens fortuna e eu não
Podes comer salmão e eu só peixe miúdo
Mas temos em comum o facto de ambos vermos
A vida por um canudo
Invertemos a ordem dos factores
Pusemos números à frente de amores
E vemos sempre a preto e branco o programa
Que afinal é a cores.

Se ainda me queres vender
Se ainda me queres negociar
Isso já pouco me interessa
Perdemos o gozo de viver
Eu a obedecer e tu a mandar
Os dois na mesma triste peça
Os dois à espera do fim
Só à espera do fim !!!

Jorge Palma